CÂMARA MUNICIPAL DE CANINDÉ REALIZA AUDIÊNCIA PÚBLICA PARA TRATAR DO PLANEJMANETO DA EDUCAÇÃO PARA 2019

Compartilhe esta postagem:

A Câmara municipal de Canindé, através da comissão de educação, precedida pelo vereador Ilomar Vascocelos – vice-presidente da casa legislativa -, realizou uma audiência pública para tratar do planejamento da secretaria de educação, com enfoque na forma que será gasto os 40% do precatório, cerca de 60 milhões de reais.

A Secretária de Educação, Senhora Arleise Matos, afirmou que em 2017 terminaram o ano com muitas dificuldades, foram 3 folhas em atraso, iniciando pelo mês de agosto indo até outubro, vésperas da festa de São Francisco. Ela reconhece o transtorno gerado pela secretaria. Mas foi apenas através do acordo feito no precatório dos professores, em que 12 milhões dos 60% liberado do recurso ficou nos cofres da prefeitura, por meio do imposto de renda de cada docente, que conseguiram colocar a folha de pagamento em dia.

A secretária falou do esforço da gestão para diminuir o índice de desistência dos estudantes da rede municipal. “Desde de 2009 até hoje, o ano que menos tivemos mesmo perca de alunos foi em 2018, um total de 92 estudantes, apenas. A grande verdade é que isso deve-se ao grande empenho da gestão para trazer creches a abrir uma escola de qualidade, como a São Francisco”, declarou Arleise.

A secretária ainda criticou a postura de alguns docentes na rede municipal de Canindé, quanto a aderência as regras, respeito e moralidade. “Por que no estado todo mundo adere as regras do planejamento, faz tudo direitinho. Mas no município todos querem regalias e vivem criticando tudo e a todos. É lamentável a situação educacional que estamos vivendo, mas ainda há uma luz no fim do túnel. Para isso, é necessário que todos unam-se em prol da melhoria”, completou.

O vereador Assis vieira agradeceu a participação da secretaria na audiência e falou do papel dos parlamentares nessa causa. “Estamos assumindo cargo público agora, não podemos fugir da nossa responsabilidade, temos que enfrentar os problemas educacionais de Canindé. A intenção dessa casa é tornar a população ciente do que estar acontecendo”, afirmou Vieira.

O vereador Ilomar Vasconcelos levantou vários questionamentos a senhora secretária de educação, após a mesma afirmar que muitos possuem discursos bonitos e também por levantar situações da gestão anterior. “É preciso sim fazermos uma análise de gestões anteriores para que não venhamos a cometer os mesmo erros, ao invés de ficarem fazendo comparações que não resolverão os problemas da cidade. Nos anos anteriores eu não era gestor, nem vereador. Nós estamos fazendo nossa parte de cobrar e fiscalizar, porque é nosso papel aqui nessa casa. E outra, aqui não tem discurso bonito nem infundado, senhora secretaria, estamos realizando discurso construtivo”, Declarou Ilomar.

O parlamentar ainda indagou várias situações educacionais a secretaria, começando pelos 12 milhões que foram usados para pagar a folha, segunda a secretária. Ele perguntou em qual conta e qual banco o valor foi direcionado. Após isso, falou que mais de um milhão e meio foi gasto com uma empresa de advogados no processo do precatório, em que se quer ouve licitação para contratar os serviços dessa empresa. “Precisamos comprovar de acordo com a lei a real aplicabilidade do recurso”, citou.

Para completar, o vereador Ilomar falou sobre as péssimas condições que os estudantes do assentamento Serrote Branco estão tendo para deslocar-se para a Escola municipal no distrito de targinos. Segundo ele, o ônibus vive com problemas, e para amenizar, os discentes são deslocados em um “carro pau de arara”, proibidos por lei.

Fonte: Setor de tecnologia da informação da câmara municipal de Canindé-Ce

Imagens: Everton Félix (85) 99606-6875